“O lar deve ser para as crianças o mais atrativo lugar do mundo, e sua maior atração deve ser a presença da mãe. “— A Ciência do Bom Viver, 388.

Muitas vezes me perguntei: Como? Como ser esposa, mãe, lavar, cozinhar, passar, trabalhar fora, estudar, etc. – Impossível!! – Você pode dizer. É possível sim… Será mesmo?

Já passei por essa experiência terrível há alguns anos atrás. Com dois filhos pequenos, fazendo faculdade, e mais as atividades da casa, cuidando da prestação de contas de cinco creches, trabalhando das 8 as 17h, e ainda atuando na igreja. Que período difícil1! Tive que me adaptar a diversas situações e aprender a otimizar o meu tempo. Ressalto aqui que, se possível fosse voltar atrás, faria tudo bem diferente!

Hoje ainda trabalho fora, três vezes por semana, num ritmo muito mais tranquilo, mas enfim, creio não ser o ideal, prossigo para o alvo…

“Em muitos lares a esposa e mãe não tem tempo para ler e manter-se bem informada, nem para servir de companheira ao marido, ou estar em contato com a mente em desenvolvimento dos filhos. Não há tempo para o precioso Salvador Se tornar um companheiro íntimo e querido. Ela imerge pouco a pouco unicamente na lida doméstica, absorvendo suas forças, seu tempo e interesses nas coisas que perecem com o uso”. — A Ciência do Bom Viver, 368, 369.

Gostaria de compartilhar o que aprendi nesse período que me ajudou e tem ajudado até hoje a fazer o meu trabalho de maneira rápida, para que eu possa ter tempo para o meu esposo, filhos e para mim mesma…rsrs

Depois de muita leitura e oração, cheguei à conclusão de que precisaria fazer algumas mudanças em minha rotina:

  1. Priorizar aquilo que é mais importante. Buscar em primeiro lugar o reino de Deus e sua justiça…. Em casa sempre fizemos o culto matutino e vespertino, mas percebi que além desse momento em família, precisava de um momento especial com Deus. E isto, pode ter certeza, fez toda a diferença em nossa vida. Passei a acordar de madrugada para falar com Deus e pedir sabedoria para atuar em meu lar. E pouco a pouco Deus foi me mostrando às mudanças que precisavam ser feitas em nossa família.
  2. Fazer um planejamento – Estabeleça uma rotina. O Livro Estarei pronta para o Sábado da CPB me ajudou bastante. Planejar é essencial. Dividir tarefas por dias da semana fez o trabalho ficar mais fácil. O nosso Criador não fez tudo em um só dia, precisamos aprender Dele.
  3. Simplificar – Reduzir atividades, diminuir o ritmo, mesmo de atividades na igreja. Lembro que precisei sair da direção do Coral infantil, e outros cargos, não foi fácil tomar essa decisão, mas, precisava de tempo para a família. Hoje, com eles maiores, eu atuo na igreja em cargos onde eles podem me auxiliar.
  4. Fazer um declutter – Fazer um “faxinão em casa”, ficar realmente com aquilo que é necessário. Casas grandes têm a tendência de acumular muitas coisas desnecessárias que ocupam o nosso precioso tempo, se preciso for, mude de residência…rsrs.. Depois de cindo mudanças em seis anos, percebi que não precisamos de muita coisa para viver. Aqui vai um link para quem quer começar um declutter: http://blog.todosdecoram.com/2012/01/declutter-voce-ja-fez-10-dicas-para.html
  5. Adquirir móveis, equipamentos e eletrodomésticos para facilitar as atividades.

“Seja vosso primeiro objetivo tornar o lar aprazível. Cuidai em providenciar as condições que amenizam o trabalho e promovem a saúde e o conforto”. — A Ciência do Bom Viver, 368, 369

Os equipamentos, acessórios e eletrodomésticos que puderem adquirir para facilitar o trabalho valerá a pena, pois assim podem ensinar os filhos a manusearem e agilizar as atividades.

Ex: A panela elétrica me facilitou bastante a vida, hoje o meu filho de 13 anos já sabe preparar uma refeição completa, e o mais novo com 10 anos já prepara alguns pratos e me auxilia nas refeições.

“A limpeza, o asseio e a ordem são indispensáveis na própria administração da família. Mas quando a mãe faz dessas coisas os todo-importantes deveres de sua vida, e a eles se devota com negligência do desenvolvimento físico e do cultivo mental e moral dos filhos, comete lamentável erro”. — The Signs of the Times, 5 de Agosto de 1875.

Que Deus nos ajude a cumprirmos fielmente nossa missão…

Abraço, Telma Valentim

 

OTIMIZANDO O TEMPO: DICAS DE UMA MÃE

Uma ideia sobre “OTIMIZANDO O TEMPO: DICAS DE UMA MÃE

  • 24 de dezembro de 2017 às 22:52
    Permalink

    Quantas dicas preciosas!!! Deus seja louvado!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *