6. Envolver os filhos nas atividades domésticas, desde pequenos!

“Tanto as crianças como os pais têm importantes deveres a cumprir no lar. Deve-se-lhes ensinar que constituem uma parte da organização do lar.” (A Ciência do Bom Viver, pág. 394)

Você pode pensar, como? Aí eu perderei muito tempo com um bebê ou uma criança ao meu lado. Pense que o seu tempo poderá ser muito maior mesmo, mas, por outro lado, você estará ganhando na educação deles, pois a sua cozinha se tornará um laboratório, onde poderá dar aula de nutrição, matemática, e por aí vai…

Uma sala de estar poderá ser um ótimo lugar para uma roda de conversa, mesmo em movimento, varrendo ou limpando os móveis. Em todas as partes de nossa casa podemos estar ensinando aos nossos filhos lições preciosas que irão perdurar por toda eternidade.

Morando longe dos familiares, sem ajuda de uma secretária do lar, tive que aprender a envolver meus filhos nas atividades desde bem cedo. Mas, a dúvida: Como? O que fazer? No começo foi muito difícil, leitura e oração são indispensáveis pra não entrar em “parafuso”. Precisei adaptar-me a essa nova realidade: carrinho, cadeirinha, cercado, tapetes emborrachados.

Com esses auxiliares podia mantê-los perto de mim enquanto desenvolvia alguma atividade. E conforme iam crescendo já podiam desenvolver suas pequenas atividades sentados no tapete. E até hoje estamos sempre juntos nas atividades, isso as vezes incomoda algumas pessoas, mas não devemos nos preocupar. Filha de um pai que sempre ajudou em casa, que foi alfaiate na juventude, e que costurava em casa (Fabricava e vendia roupas) não acho estranho, por exemplo, ensinar meus filhos a costurar, lavar e passar roupa. E eles aprendem, às vezes, só olhando a gente fazer…

Algumas semanas atrás, nos preparando para o sábado, percebemos que o mais velho não colocou a calça social para lavar durante a semana, e no dia de preparação procuro não lavar roupa, somente em caso excepcional. Então falei para ele que ele precisaria lavar. E, sem reclamar, foi para o tanque e lavou a sua calça e colocou no varal. A tarde a calça estava prontinha para o sábado. Eu só passei a roupa do esposo e verifiquei a minha.

Aqui em casa os dois já preparam suas roupas para o sábado, e quando precisa passar o mais velho passa a dele e a do mais novo também. E falo isso porque não é sacrifício, ele faz com alegria, e depois vem me mostrar e perguntar se está bom.

“A educação da criança para o bem ou para o mal começa nos primeiros anos. … Quando os mais velhos se tornam maiores, devem ajudar a cuidar dos membros mais jovens da família. A mãe não deve cansar-se fazendo o trabalho que os filhos podem e devem fazer.” Manuscrito 126, 1903.

Nesse link a seguir, tem atividades que seu filho poderá ajudar conforme a idade: https://www.projetorestaure.com/incentive-seu-filho-a-ajudar-em-casa/

“Se vossos filhos não são acostumados a trabalhar, logo estarão cansados. Queixar-se-ão de dor no lado, nos ombros, membros cansados; e estareis em perigo de, por simpatia, fazer vós mesmos o trabalho em vez de permitir que sofram um pouco. Seja o trabalho das crianças muito leve de início, aumentando-se cada dia um pouco, até que possam fazer uma soma razoável de trabalho sem se cansarem.” (Testimonies, vol. 1, pág. 687)

7. Simplificando na cozinha

“Seja vosso primeiro objetivo tornar o lar aprazível. Cuidai em providenciar as condições que amenizam o trabalho e promovem a saúde e o conforto”. (A Ciência do Bom Viver, 368, 369)

E agora, hora de cozinhar! Levar duas crianças para a cozinha e ainda dois meninos, será que isto dá certo? Comigo sempre deu e dá!

“Quando nos entregamos sem reservas ao Senhor, os deveres simples e comuns da vida doméstica serão olhados em sua verdadeira importância, e cumpri-los-emos de acordo com a vontade de Deus.” (The Review and Herald, 15 de Setembro de 1891.)

Outra dica importante é adotar um regime mais simples para o sábado. Aqui em casa tem feito a diferença!!!

“Não devemos, no sábado, aumentar a quantidade de alimento ou preparar maior variedade do que noutros dias. Ao contrário, a refeição do sábado deve ser mais simples, convindo comer menos do que comumente, a fim de ter o espírito claro e em condições de compreender os temas espirituais. A alimentação em excesso entorpece a mente”. (Test. Seletos Vol. 3, pag. 23)

O sucesso para o início de uma nova semana começa logo após o pôr do sol de sábado. E vamos lá… Lavar a louça do sábado já gosto de fazer logo após o pôr do sol. Às vezes eu, as vezes os meninos, ou até o esposo. Acho essencial para começar a semana. E logo após teremos que preparar o lanche da noite. Terminando de lanchar, a cozinha já fica prontinha para o dia seguinte.

Aproveito o 1º dia da semana para fazer o pão integral para a semana toda e para preparar alimentos que posso congelar. Mas, enquanto o pão cresce já podemos ir adiantando outras coisas, como os assados para semana, feijão e outros. Apesar do meu congelador não ser grande, ele é um grande amigo. Porque cozinho ou asso uma parte, e separo outra e congelo para usar durante a semana. Geralmente faço isso na parte da tarde, porque de manhã sempre saio com os meninos para fazer uma caminhada ou atividade ao ar livre, após darmos uma geral na casa.

Lavar e higienizar as verduras e frutas, procuramos fazer quando chegamos da feira ou mercado. Facilita também na hora do preparo das refeições. E há alguns legumes que também já descasco, corto e já congelo. O almoço do primeiro dia da semana também é bem prático, normalmente um “restodontê” do sábado ou pegamos algum congelado da semana anterior.

 

Portanto, vamos simplificar!! Mas, sem perder o sabor! É válido lembrar que preparar o cardápio para a semana ajuda bastante também.

Abraço, Telma Valentim

OTIMIZANDO O TEMPO: DICAS DE UMA MÃE – PARTE 2

2 ideias sobre “OTIMIZANDO O TEMPO: DICAS DE UMA MÃE – PARTE 2

  • 24 de dezembro de 2017 às 22:13
    Permalink

    Que ótimas dicas, Telma! Vão ser muito úteis para mim e minha família!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *