Deus deixou a cada um de nós a tarefa mais nobre, ainda que não a mais fácil: a tarefa de formar o caráter dos nossos filhos.
O Espírito de Profecia nos ensina que cada ato, por mais pequeno que seja, exerce uma influência em nosso caráter. Então, como podemos educar o caráter dos nossos filhos na prática?
Vou dar alguns pequenos exemplos:
1. Quando vamos limpar a casa, as crianças já passam o aspirador, então aproveito pra ressaltar que os cantinhos da casa não podem ficar sem limpar, que as coisas que estão no chão devem ser levantadas antes. Porque cada cantinho sujo, faz que nos acostumemos com a sujeira. E em nosso coração é como se acostumássemos com o pecado.
Eles ficam atentos na hora de limpar. E quando digo: “Passem o aspirador, por favor.” Eles falam: “Lembre-se dos cantinhos!”
2. Quando vamos brincar, cada um quer um jogo diferente, ensinamos o “você primeiro”, ou seja, um tem que ceder a vez ao outro.
3. Quando eram pequenos eu sempre ensinei: “Quando a mamãe fala, como vocês respondem? Eles diziam: “Sim mamãe.” Ainda que na prática hoje já não são tão rápidos em responder, e às vezes querem protestar.
4. Tem um método que funciona muito bem aqui em casa. É usar o versinho: “É melhor ser pobre que mentiroso.” Provérbios 19:22. Eles amam este verso! Quando vem contar uma coisa que não é muito verdadeira. Eu pergunto? Foi assim mesmo que aconteceu: e eles respondem: “Ah não mãe.. esqueci. É melhor ser pobre que mentiroso.”
A repetição dos atos são que formam o caráter. É assim no dia dia, um pouquinho aqui e outro ali é como construímos o caráter dos nossos filhos e o nosso também. É nos pequenos detalhes que podemos trabalhar para edificar o caráter.
“Todo ato de vida, por mais insignificante que possa parecer, exerce sua influência na formação do caráter. Um bom caráter é o mais precioso de todos os bens mundanos, e o trabalho de formá-lo é o mais nobre trabalho capaz de dedicar o homem.” Testemunhos para a Igreja, v. 4, p. 657.
O caráter incontrolável pode ser superado:
“Os ensinamentos de Cristo, praticados na vida, elevarão o homem, não importa quão pequeno seja seu lugar na escala do valor moral de Deus. Aqueles que lutam para subjugar os defeitos naturais de seus carater, não podem receber a coroa, a menos que lutem legalmente; Mas aqueles que são freqüentemente vistos em oração, buscando a sabedoria que vem de cima, se assemelham ao divino. Modos grosseiros, caráter incontrolável, serão submetidos à obediência da lei divina.” Mente, Caráter e Personalidade, v. 2, p. 167.
Recomendo o livro Mente, Caráter e Personalidade, volumes 1 e 2. São excelentes professores do caráter.

Daniela Paiva de Mello

Como Trabalhar na Prática a Educação do Caráter dos FIlhos

Uma ideia sobre “Como Trabalhar na Prática a Educação do Caráter dos FIlhos

  • 22 de agosto de 2018 em 17:32
    Permalink

    Texto muito bom e edificante… Que gostoso ter conteúdos assim… Muito obrigada!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *