“Para a criancinha, ainda incapaz de aprender pela página impressa, ou tomar parte nos trabalhos de uma sala de aulas, a Natureza apresenta uma fonte infalível de instrução e deleite. O coração que ainda não se acha endurecido pelo contato com o mal, está pronto a reconhecer aquela Presença que penetra todas as coisas criadas. O ouvido, ainda não ensurdecido pelo clamor do mundo, está atento à Voz que fala pelas manifestações da Natureza.” Educação, p. 100.
Conheça a experiência de alguém que aproveitou as muitas oportunidades e circunstâncias do dia para ensinar preciosas lições aos seus filhos:
“Nossa família já criou vários animais diferentes. Em casa nasceram gatos, cachorros, coelhos, passarinhos, galinhas e sapos. As galinhas e sapos foram propositais o resto foi acidental. Presente de Deus que não só nos ensinaram muito sobre os diferentes animais e formas de nascimento mas também tornaram a conversa sobre sexo e nascimento muito mais natural e fácil de entender.
As galinhas vieram de ovos fertilizados que encubamos em caixa de papelão com lâmpadas. Pesquisamos e praticamos virando os ovos todos os dias. Contamos os dias e ouvimos os piados dentro dos ovos. Curtimos os pintinhos e vimos a transformação em adultos e os instintos que Deus colocou neles. Dos ovos que não vingaram aprendemos muito, pois alguns só tinham uma manchinha vermelha e outros pintinhos em desenvolvimento. O melhor foi um completinho que não nasceu mas nos deu a oportunidade de ver como um bichinho tão grande cabe num ovo tão pequeno. Maravilha do origami divino.
Os sapos vieram de muita caçada atrás de ovos de sapo. No final acabamos pegando girinos e pondo num aquário onde observamos a transformação incrível que ocorre nos anfíbios. Os livros completam as explicações internas que não vemos.
De uma praga de lagarta que deu em nossa plantação de salsinha colhemos ovinhos minúsculos que vimos a borboleta pôr nas plantas. Desses ovinhos e lagartinhas vimos o desenvolvimento completo até se transformarem em lindas borboletas. Mantivemos os bichinhos famintos alimentados com salsinha mas numa jarra separada.
Foi uma experiência muito boa cheia de lições tanto na parte do desenvolvimento do bichinho como da planta e da relação entre eles.
Fotossíntese! Que coisa mais linda! Minha sugestão é que nós pais passemos a ver a ciência como a revelação dos truques de um mágico. Quando se vê uma mágica parece algo impossível, mas quando se entende como foi feito tudo faz sentido. Só que na natureza nada é truque. Em vez de aprendermos do engano como na mágica, aprendemos da inteligência e amor infinitos de um Deus que sabe o que é bom e provê em abundancia para nossa felicidade.
Aprender a olhar e enxergar a beleza e perfeição da natureza e as relações de causa e efeito é uma das lições mais importantes e necessárias em tudo o mais na vida.
Desenhar é uma forma muito boa de aprender a observar atentamente. Assim como fotografar, também nos ajuda a observar de uma maneira diferente. Quando a gente tenta reproduzir uma flor ou uma paisagem passamos a ver detalhes que nos passariam despercebidos.
Tentar reproduzir as cores e nuances de uma pequena flor nos faz ver a dedicação de Deus em vestir uma pequena florzinha com tanta beleza. A beleza divina é maior do que qualquer exagero humano e tem uma dignidade incomparável. Aqui de novo uma oportunidade para ajudar as crianças a apreciar e amar o simples e natural. A entender que seria um absurdo pintar a flor tanto quanto não faz sentido pintar nosso corpo com tatuagem ou nosso rosto com maquiagem.
Cada estação tem sua beleza e lição. Pintar a folha marrom de verde não vai prolongar sua vida. É só uma tentativa de esconder sua idade. Pintar os brancos de meu cabelo podem me fazer parecer um pouco mais nova. Mas a mudança na natureza nos ajuda a preparar para a próxima estação. A primavera não dura para sempre e é preciso se preparar para o inverno. As sutis mudanças, como tudo o mais na natureza, tem um objetivo.
Se aprendermos e ensinarmos nossos filhos a aprender de Deus as lições que nos deixou na natureza, seremos muito mais sábios, felizes e independentes da opinião humana pois teremos conhecido Alguém cuja sabedoria e valores são muito superiores a de qualquer homem ou sociedade. Sucesso em conhecer e ensinar do Criador através de Sua criação.”

Silvia Martins

Aprendendo com Sapos, Pintinhos e outros Presentes de Deus

Uma ideia sobre “Aprendendo com Sapos, Pintinhos e outros Presentes de Deus

  • 2 de outubro de 2017 às 16:09
    Permalink

    Louvado seja o Criador! Que lindo, muito obrigada família Restaure! Muito obrigada Silvia!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *